Vizinhança Solidária chega aos comércios

0
620
A ação faz parte do Conselho de Segurança de Sousas e Joaquim Egídio

O programa Vizinhança Solidária da Polícia Militar (PM), chega agora aos comerciantes dos distritos. O programa de segurança tem apresentado resultados positivos nos bairros e condomínios onde foram implantados. A ação faz parte do Conselho de Segurança de Sousas e Joaquim Egídio. Ao todo, os distritos somam mais de 400 estabelecimentos comerciais e ultimamente vêm sofrendo com roubos e assaltos.

Por meio de uma ficha, os interessados em aderir ao Vizinhança Solidária devem preencher um cadastro e participar das reuniões do CONSEG,  que acontece toda primeira quinta-feira do mês às 19h no Colégio Tomás Alves. Após a implantação do programa no bairro, é denominado um tutor  que coordenará a comunicação com o grupo pelo aplicativo de WhatsApp.  A adesão é gratuita.

O Programa Vizinhança Solidária é promovido pela Polícia Militar a fim de aumentar a segurança aos comerciantes.  Um conjunto de posturas e medidas para melhorar a segurança no bairro, prevê além da troca de informações de suspeitos, reforço da iluminação pública e limpeza de terrenos.  Outra forma de vigilância é denunciando atitudes suspeitas na região próxima aos estabelecimentos comerciais.  Qualquer atividade suspeita, o estabelecimento comercial poderá acionar a polícia através do 190, e de forma preventiva evitar uma possível ação de bandidos. Mas, vale ressaltar que o grupo do Vizinhança Solidária, não deve fazer o papel da Polícia, ele só informa atividades suspeitas, ou ações que pode presenciar.

Alguns bairros diferenciam no sistemas de alerta com a criação de um código, impossível de ser notado pelo bandido,  para situações de emergência. O comerciante ao atender passa o código, e com isso a polícia sabe o que está acontecendo no estabelecimento.

O projeto já foi implantado nos bairros e condomínios como o Nova Sousas, pioneiro no programa. O programa também já funciona no Hortências, Sorirama, San Conrado, Jardim Botânico, Colinas do Atibaia, Moradas das Nascentes e Vila Santana.

A PM também visita os comércios periodicamente para analisar os possíveis pontos sensíveis do local, orientando para que seja feito a adequação necessária, se for o caso. São feitas também reuniões para orientações relacionadas à segurança, e para facilitar a troca de informações entre os comerciantes.

Fonte: Vizinhança Solidária chega aos comércios – Jornal Local