Nova pintura em Joaquim Egídio valoriza a história

0
431
Cores originais foram descobertas por alunos de arquitetura da PUC-Campinas, que fizeram um trabalho minucioso de pesquisaLeandro Ferreira

Cores originais foram descobertas por alunos de arquitetura da PUC-Campinas, que fizeram um trabalho minucioso de pesquisa

Verde e laranja, com tons pastéis de azul, amarelo e pêssego, tomaram conta da fachada de 34 imóveis do centro histórico do distrito de Joaquim Egídio, em Campinas, entre residências, estabelecimentos comerciais e prédios públicos. O colorido foi concluído neste sábado (28) pelo projeto “Tudo de cor para você”, da Tintas Coral, após cerca de três meses de trabalho com base em um estudo minucioso de alunos de arquitetura da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Os universitários fizeram uma prospecção nas superfícies das paredes por meio da remoção de várias camadas de tintas para encontrar as cores originais, do fim do século 19 e início do século 20. Metade dos imóveis envolvidos na ação é tombada.

A pintura especial foi concluída em um mutirão com pelo menos 30 pintores profissionais, voluntários e moradores em quatro imóveis, entre eles a subprefeitura. “Demos o maior apoio porque é interessante para Joaquim Egídio a preservação das casas”, declarou a comerciante Cristiane Carmatti, de 51 anos, locatária de uma das residências pintadas ontem e que mora no distrito desde que nasceu. Para a entrega oficial do projeto, o prefeito Jonas Donizette (PSB) pintou parte da fachada da subprefeitura, que também receberia cor das mãos do atleta olímpico César Cielo, padrinho do projeto. Também estavam previstas apresentações do bloco carnavalesco Unidos da Tribo e dos cantores Mila e Victor.
Foto: Leandro Ferreira

O prefeito Jonas Donizette pintou parte da fachada da subprefeitura

O prefeito Jonas Donizette pintou parte da fachada da subprefeitura

“Foi uma grande alegria. Essa é uma daquelas parcerias saudáveis entre iniciativa privada e poder público. Eles oferecem as tintas e nós, os técnicos para fazer uma coisa não atabalhoada”, disse o secretário de cultura, Ney Carrasco. Para o prefeito, a iniciativa colabora para que o distrito mantenha sua importância cultural e histórica para a cidade. “Joaquim Egídio é um distrito que guarda uma característica toda especial, ainda tem aquele ar bucólico”, comentou.

O nadador César Cielo, escolhido padrinho da iniciativa por seu vínculo com a região, pensa em levar o projeto para o Centro Olímpico de Ibirapuera, onde mantém um projeto de natação profissional para 165 crianças. “Minha família é de Sousas, onde a minha avó ainda mora, e visito o local com frequência. Sei como é difícil esse tipo de trabalho, mas sei o impacto para o bem da comunidade”, relatou.
Interesse da comunidade
A ideia de pintar os imóveis surgiu da comunidade, foi encabeçada pelo grupo comercial Cofert Tintas e acabou escolhida pelo projeto “Tudo de cor para você”, que já renovou cerca de 7 mil imóveis em comunidades de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Olinda, Porto Alegre, Ouro Preto, Porto Seguro, Florianópolis, Fortaleza, Paraty, João Pessoa, Recife e Mauá. Nessas localidades, foram usados 720 mil litros de tinta.
Para a pintura foi promovido um treinamento para profissionais e interessados da região em aprender o ofício de pintura em edificações com fachadas tombadas ou não. “O nosso projeto tem a missão de levar cor para a vida das pessoas, principalmente, em lugares que têm importância histórica e relevância para os moradores. Joaquim Egídio é um desses locais”, ressaltou o gerente de marketing institucional da Tintas Coral, Marcelo Abreu.
Além da Cofert Tintas e da PUC-Campinas, foram parceiros do projeto a subprefeitura e o Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc).

Fonte: Correio Popular